top of page
  • Foto do escritorEduardo Boone

A FILHA DO REI DO PÂTANO | Daisy Ridley sustenta adaptação do best-seller morno

Divulgação: Diamond Films


A filha do Rei do Pantano tem o roteiro baseado na história do livro da escritora americana Karen Dionne, o filme  apresenta um suspense psicológico, protagonizado pela personagem Helena, que é interpretada por Daisy Ridley, atriz que entrega uma boa interpretação da personagem. 


Na história do filme, Helena leva uma vida tranquila ao lado do marido e da filha, até seu pai fugir da cadeia e um segredo do passado voltar a atormentá-la, forçando Helena a enfrentar problemas que ela se esforça para esquecer; seu pai, conhecido como o Rei do Pântano, manteve ela e a mãe presas em uma floresta por 12 anos. 


O filme começa explorar a relação da infância de Helena com o pai, que é interpretado por Ben Mendelsohn e Helena, quando criança, pela jovem atriz Brooklynn Prince que faz uma maravilhosa atuação da personagem. O interessante nessa fase da infância da protagonista é a relação de pai e filha, a química entre os atores é evidente e o momento da infância de Helena deixa claro como podemos ganhar traços de personalidade que nos acompanharam pela vida toda a partir dessa fase da vida.


Neil Burger, que assina a direção, usa bem a câmera quando se trata dos planos aquáticos ligando o pantano com a natureza, que predomina no ambiente hostil onde aqueles personagens vivem. A câmera na mão, em certos momentos, acompanha a angústia de Helena no seu suspense psicológico, que chega ao ponto de certos momentos fazer o espectador se questionar se tudo pode ser neurose da protagonista ou não. 


A fotografia também é algo que chama a atenção no filme, juntar cenas com água, floresta e ambientes noturnos pode ser um grande problema para uma boa fotografia de um filme, o que não ocorreu nesse caso. O som também se destaca, principalmente nas cenas de angústia de Helena, deixando um clima de predominância da natureza sobre os personagens.


 A filha do Rei do Pantano não é filme que assusta a cada cena ou tem planos claustrofóbicos que transmite um medo intenso, pode-se considerar um suspense leve, mas que pela interpretação dos atores e pela história se sustenta nas quase 2 horas de filme.


Comments


bottom of page