top of page
  • Foto do escritorThaís Monteiro

Dire Straits Legacy arrepia público com noite regada à clássicos e muita técnica

Foto: Thaís Monteiro


Reviver a mágica e inesquecível atmosfera das décadas de 1970 e 80 é algo que deixa todo saudosista feliz e chama a atenção daqueles que não tiveram a oportunidade de vivenciar, mas que tem apreço pelo que de melhor foi produzido na época. O Dire Straits Legacy prometia um show repleto de emoções para os fãs e entregou, além disso, uma noite repleta de técnica, com um setlist executado com maestria, para encher os olhos e fazer os ouvidos mais atentos transbordarem de satisfação na noite do último sábado (6), no Qualistage, no Rio.


Foto: Thaís Monteiro


A casa estava lotada de fãs de Dire Straits, que aguardavam ansiosamente pelo início do show, que foi esquentando aos poucos e teve seu primeiro momento de explosão na quarta música: “Tunnel of Love”. Com um laço mais estreito e a conexão entre palco e plateia criada, a banda seguiu com canções como “Romeo and Juliet” e “Telegraph Road”, até chegar em outro momento de êxtase com o público, que foi com “Your Latest Trick”, um prato cheio para muitos começarem a levantar para dançar.


Foto: Thaís Monteiro


Que seria uma noite regada à clássicos, todos já sabiam, mas a técnica da banda, que executou de forma impecável músicas como "Private Investigations", arrebatou o público de uma forma muito especial. Phil Palmer (guitarra) e Marco Caviglia (voz e guitarra) tocaram guitarra com os dedos, sem uso de palheta, e hipnotizaram os fãs de Dire Straits. Impossível não relembrar Mark Knopfler.


E foi seguindo essa atmosfera que a banda percorreu todo o restante do set, até que o público que estava mais próximo ao palco, sentado em mesas, levantou e permaneceu até o fim do show, dançando e cantando junto músicas como “Walk of Life”, "Sultans of Swing" e “Money for Nothing”.


Foto: Thaís Monteiro


Dire Straits Legacy é uma super banda formada por 9 integrantes, sendo alguns que fizeram parte de diferentes fases do Dire Straits: Alan Clark (teclados), Phil Palmer (guitarra), Mel Collins (sax), Jack Sonni (guitarra), John Giblin (baixo), Marco Caviglia (voz e guitarra), Primiano Dibiase (teclados), Danny Cummings (percussão e voz) e Cristiano Micalizzi (bateria). Eles retornaram com a For You World Tour 2023 após a turnê bem sucedida do ano passado, que celebrou 45 anos de carreira. A apresentação no Rio foi uma das 9 agendadas em solo brasileiro.


Comments


bottom of page