top of page
  • Foto do escritorN'alu Macedo

Dois é demais em Orlando: férias agitadas, mas sem muitos riscos



João é um homem irreverente fã de quadrinhos e super-heróis que finalmente vai poder realizar o seu sonho de infância de ir visitar os parques da Disney em Orlando. No entanto, seus planos vão por água abaixo ao receber a notícia de que vai precisar acompanhar o filho mimado de sua chefe e entregá-lo ao pai com segurança. 


Em sua mais nova comédia, Eduardo Sterblich estrela acompanhado de Pedro Burgarelli (Cacá), Daniel Furlan (Dr. Anderson Cabelo) e grande elenco em uma história que muito se assemelha a outras no mercado: um homem solteirão com pouca ou até nula experiência com crianças de repente vira babá de uma. A diferença dessa vez está, obviamente, em um cenário de parques coloridos e em uma linguagem mais tecnológica, contextualizando os personagens ao momento das redes sociais em que vivemos.



Com a experiente direção em comédias de Rodrigo Van Der Put e o roteiro envolvente de Daniela Ocampo e Luiza Yabrudi, Dois é demais em Orlando em seu próprio nome faz referência a filmes de gênero familiares de férias de verão norte americanos. Essa decisão conversa com a temática do desejo de muitos: visitar o parque onde sonhos se realizam. Porém, afasta a possibilidade de viver os próprios sonhos em uma realidade mais próxima. Por que não podemos imaginar esse desejo em um parque temático nacional, por exemplo?


Apesar do tema ser batido, o filme soube se aproveitar do elenco, as performances de humor físico de Sterblich, diálogos constrangedores de Furlan e entrega promissora de Burgarelli conseguem sustentar bem uma química em cena. Por fim, o longa é coerente com sua proposta escapista, é uma boa escolha para um final de semana com duas, três, até quatro pessoas, sem ser demais.


Comments


bottom of page