top of page
  • Foto do escritorDavi Rocha

Moneyboys: um deslumbre visual sobre os tabus e desafios da autoaceitação na sociedade asiática



"Moneyboys," dirigido por C.B. Yi, explora as complexidades da vida de Liang Fei (Ko Chen-tung) ao se tornar um garoto de programa. Um dos pontos fortes do filme é a maneira como se apresenta o sexo. Embora esteja estabelecido o interesse sexual do personagem em homens, as relações sexuais - mostradas de forma crua, sem floreios - são retratadas como desconfortáveis; até mesmo antes do ato, já é visível o desconforto do personagem.


A dualidade na relação familiar destaca um dos temas do filme: o tabu na sociedade asiática em torno da homossexualidade. Em determinado momento, o protagonista é responsabilizado por seus parentes pelo adoecimento de seu avô, gerando um conflito interno em Fei. Sua família aceita seu dinheiro mas rejeita explicitamente seu estilo de vida e sua forma de amar.


A partir da proposta de uma trama sobre aceitação própria, a cinematografia utiliza diversos elementos - takes longos, câmera fixa, silêncio - para criar uma atmosfera de introspecção. A paleta de cores desempenha um papel significativo nesse aspecto, com o vermelho representando paixão e o azul refletindo os conflitos internos do personagem. A transição da presença dessas duas cores ao longo do filme espelha a evolução da vida do personagem.


Se por um lado o longa se beneficia por formas criativas de transmitir visualmente a angústia e solidão da vida de um acompanhante masculino na sociedade chinesa, por outro, as atuações básicas e diálogos engessados, junto a um ritmo lento e transições abruptas, criam momentos de fadiga, dificultando, em certos momentos, o acompanhamento da trama.


Outro ponto negativo é a introdução do personagem Long (Bai Yu Fan), um vizinho de seu vilarejo. O filme flerta com uma crítica às condições de trabalho chinesas. No entanto, ao não fornecer um maior detalhamento, deixa de enriquecer a comparação estabelecida entre os modos de vida. Além disso, não explora detalhes da vida profissional de Fei, como a organização de encontros ocorrem e como foi estabelecida sua relação com seu cafetão. A crítica social ao estilo de vida dos trabalhadores formais chineses é evidente, mas ao não se aprofundar, se limita a uma compreensão superficial dessas questões.


Em resumo, "Moneyboys" apresenta uma abordagem visualmente interessante das relações interpessoais, atravessadas por sexualidade e tabus sociais, mas poderia beneficiar-se de uma exploração mais profunda de certos aspectos da vida do protagonista e diálogos mais elaborados.


Comments


bottom of page