top of page
  • Foto do escritorArttur Bernardo

Tudo em Todo Lugar ao mesmo Tempo: tudo em todo lugar e todas suas versões


Imagem: Divulgação/A24


“Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo” é um filme roteirizado e dirigido por Daniel Kwan e Daniel Scheinert, mais conhecido por Daniels, que até então eram apenas conhecidos pelo fime indie “Um Cadáver Para Sobreviver”. Agora, com esta nova produção da A24, pode-se considerar que a dupla saltou alguns níveis de reconhecimento, batendo o recorde financeiro da produtora.


Bons filmes conseguem representar bem os seus gêneros. Um ótimo filme carrega diversos gêneros e realmente é essa a sensação que temos ao ver “Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo”. À primeira vista um filme maluco e sem pé nem cabeça, mas é possível entender o que se quer transmitir. Entre diversas realidades paralelas e possíveis de acordo com nossas escolhas, o filme nos faz mergulhar em uma montanha russa de emoções (e estranhamento) por sua ousadia em exibir um espetáculo de imagens.

Comédia, suspense, ação, aventura, drama e até mesmo o trash se destacam em um indicado ao Oscar que em seu próprio roteiro deixa claro para não o levar tão a sério. O filme tem como referências “Matrix”, “Alice no País das Maravilhas”e “2001, uma odisséia do espaço”. Títulos onde você ama muito ou odeia com força, sem sobrar espaços para um meio termo. Melhores filmes não precisam ser unanimes, mas devem possuir a grandeza de serem lembrados, e as aulas de filosofia nunca deixarão esse título desaparecer.


Dos caminhos possíveis para a premiação, há quem torça por suas 11 indicações, mas é bem provável que o título receba Melhor Direção e alguma categoria (se não todas que concorre) de Melhores Atores. Com certeza levará Melhor Montagem, seria uma blasfêmia não receber, mas não sei a respeito do Melhor Roteiro Original, pois existem títulos como “Triangulo da Tristeza” “Tar” e “Os Banshes de Inisherin” na disputa que promete ser uma das mais disputadas na noite. No quesito Melhor Atriz Coadjuvante, minha torcida vai para Stephanie Hsu, por ter uma versatilidade muito grande em tela. Desculpe, Jamie Lee Curtis, você é maravilhosa desde “Halloween” e “Sexta Feira Muito Louca”, mas talvez tenhamos que enaltecer mais o talento dessa nova geração de atrizes.


Onde assistir: Cinemas e Prime video


Confira as categorias que o filme está concorrendo ao Oscar 2023:


· Melhor Filme

· Melhor Atriz — Michelle Yeoh

· Melhor Atriz Coadjuvante (2 indicações) — Jamie Lee Curtis e Stephanie Hsu

· Melhor Ator Coadjuvante — Ke Huy Quan

· Melhor Direção — Daniel Kwan e Daniel Scheinert

· Melhor Roteiro Original

· Melhor Figurino

· Melhor Edição

· Melhor Trilha Sonora Original

· Mellor Canção Original — Ryan Lott, David Byrne, Mitski – “This Is a Life”


Comments


bottom of page