top of page
  • Foto do escritorN'alu Macedo

Uma prova de coragem: uma aventura atraente mas pouco trabalhada


O corredor Michael Light (Mark Wahlberg), anos após sua última corrida não muito satisfatória, decide arriscar a participação uma última vez no Campeonato Mundial de Corrida de Aventura na República Dominicana. No decorrer de sua viagem, Michael e sua equipe percebem a presença de Arthur (Ukai), um cachorro vira-lata que os segue durante o percurso, tornando-se assim seu companheiro de viagem.


Uma prova de coragem é um longa inserido dentro do padrão de filmes dramáticos de sobrevivência, nesse caso, o elenco canino traz uma diferença positiva para o enredo da história. Arthur está muito presente no enredo, ele briga, se esconde, parece faminto e solitário, todas essas camadas sendo “interpretadas” por um cachorro demonstram o bom trabalho da direção em conseguir aproveitar bem o adestramento dos seus animais em set.


No entanto, apesar de consistente em questão de estrutura de roteiro, com um herói principal indo atrás de um objetivo e os conflitos estarem bem articulados… O filme parece um tanto técnico demais. Durante as cenas da corrida temos imagens lindas da paisagem, seguidas de cenas de tensão com os personagens tendo que enfrentar as dificuldades do ambiente hostil.


Porém, se a ideia era emocionar com uma história de amizade entre um homem e seu cachorro mediante as adversidade da situação em que se encontram, faltou complexidade necessária para que o público duvidasse se quer alguma vez do potencial de Michael Light. Um homem mais velho, longe do seu momento de melhor forma, enfrentando o julgamento de uma sociedade que não o enxerga mais como um atleta relevante. Essas problemáticas são citadas, mas nenhuma delas vira um conflito substancial, perdendo possibilidade de trabalhar o engajamento do público à história destes protagonistas.


Uma prova de coragem é um filme bem dirigido e a experiência traz um saldo positivo para o espectador, mas falta complexidade no desenvolvimento da sua narrativa

Comments


bottom of page